Uma breve história do Marketing Multinível (MMN)

Quando iniciamos qualquer atividade profissional normalmente procuramos conhecer qual é a história por trás dessa profissão ou do mercado.

Isso acontece com médicos, advogados, administradores, pastores, pois toda atividade tem uma origem que nos ajuda a entender seu passado, presente e até mesmo o futuro.

Com o Marketing Multinível (MMN) não seria diferente, aliás poucas pessoas sabem que essa história começou há quase 100 anos anos atrás e teve sua origem dentro do mercado de vendas diretas.

Abaixo compartilharei um pouco dessa história e uma linha do tempo onde você poderá entender mais sobre como esse mercado nasceu e então formar suas próprias opiniões.

Também compartilharei os principais movimentos ou “ondas” pelas quais esse mercado passou e os seus desafios na era moderna.

 

O pai do Marketing Multinível

Se você fizer uma breve consulta em sites de pesquisa na internet encontrará um nome como sendo o criador do modelo de remuneração através de múltiplos níveis.

Em 1941 o médico, químico e industrial Dr. Carl Rehnborg lança nos Estados Unidos uma variante do modelo de vendas diretas.

O Dr. Rehnborg, proprietário da primeira fábrica de suplementos alimentares a California Vitamins INC (1934), elaborou o sistema de remuneração que deu origem ao Marketing Multinível (MMN).

Para poder expandir sua operação ele solicitou aos distribuidores mais experientes que treinasse novos distribuidores sendo que e a companhia pagaria uma porcentagem sobre parte das vendas que eles realizassem.

Em 1939 o Dr. Rehnborg mudou o nome de sua empresa para Nutrilite Products INC e no ano de 1945 lança oficialmente seu plano de vendas em parceria com a Mytinger & Casselberry INC como distribuidores exclusivos.

Nos anos seguintes a empresa experimentaria um vertiginoso crescimento e se tornaria uma potência multimilionária impulsionada principalmente pela ajuda de dois jovens empreendedores Jay Van Andel e Rich DeVos.

Em 1958 são lançados os primeiros cosméticos Edith Rehnborg que mais tarde (1968) se tornaria a famosa linha mundialmente conhecida como Artistry.

No ano de 1959 os dois jovens empreendedores resolveram iniciar sua própria empresa, na garagem de suas casas, utilizando o mesmo modelo de vendas multiníveis para produtos de limpeza.

Nascia a American Way Association, que mais tarde se tornaria a Amway Corporation, a maior empresa de vendas diretas e marketing multinível do mundo.

Alguns anos mais tarde em 1972, a Amway assumiria o controle da Nutrilite e no ano de 1994 se tornaria única proprietária da empresa.

 

O mercado de vendas diretas

O modelo de comercialização através do marketing multinível nasceu de uma variação do modelo de vendas diretas que teve sua origem através das vendas porta a porta.

No final do século XVIII na Inglaterra a editora da Enciclopédia Britânica adota o modelo de venda diretas de suas coleções fazendo com que seus vendedores visitassem residencias para demonstração e venda dos produtos.

Em 1886 um vendedor de livros chamado David McConnel passou a oferecer perfumes que ele próprio criava como brindes para quem comprasse seus livros.

McConnel logo percebeu que as pessoas compravam seus livros apenas para ter as fragrâncias e então em 1887 ele fundou a California Perfume Company e continuou adotando o sistema de vendas porta a porta.

Em 1897 a California Perfume lançou seu primeiro catálogo de ofertas com perfumes e outros produtos para beleza.

Anos mais tarde (1939) a California Perfume se tornaria a AVON Products empresa mundialmente conhecida e a segunda maior do segmento de vendas diretas.


 

A dama do Marketing Multinível

Uma mulher marcou a história do Marketing Multinível (MMN) e hoje seu nome se tornou mundialmente conhecido. Ela se chama Mary Kathlyn Wagner ou simplesmente Mary Kay.

A Sra. Mary se tornou uma grande mulher de negócios com muito sucesso em diversas empresas de Marketing Multinível durante os anos 50.

Já perto dos 60 anos de idade resolveu escrever um livro sobre como deveria ser a evolução de uma carreira para mulheres dentro desse mercado. Esse livro se tornaria o manual de sua futura empresa.

Conhecendo a alma feminina essa empreendedora resolveu fundar em 1963 uma empresa voltada exclusivamente para mulheres onde homens não poderiam entrar.

Além dos prêmios em dinheiro e de reconhecimento, as distribuidoras também recebiam jóias caríssimas e um exclusivo automóvel Cadillac todo cor-de-rosa produzido especialmente para a empresa.

Hoje a empresa já mudou alguns de seus paradigmas e se tornou uma das maiores empresas do setor com faturamento mundial de U$ 3,7 bilhões de dólares (2015).

 

Linha do Tempo

Abaixo vamos destacar algumas importantes datas da história desse mercado, modelo e estratégia de negócio em nosso país.

1942 – A empresa brasileira Hermes começa a desenvolver no país o conceito de venda direta.

1959 – A Avon inaugura sua fábrica em São Paulo.

1966 – A Yakult desembarca no Brasil apresentando seu sistema de vendas porta a porta.

1968 – Em um pequeno laboratório em São Paulo é criada a Natura.

1974 – A Natura inicia seu sistema de vendas direta, ponto de partida para o grande crescimento da empresa.

1976 – A Tupperware chega ao Brasil com seu modelo de reuniões domiciliares (caseiras).

1979 – É fundada a Domus que mais tarde (2001) se tornaria em a ABEVD.

1984 – A Nu Skin Enterprises inicia suas atividades no Brasil.

Década de 90 – Várias empresas chegam ao Brasil como Amway, Nature´s Sunshine, Herbalife, Mary Kay e Fibrative.

Nos anos seguintes várias empresas chegam ao país, outras iniciam ou encerram suas operações como foi o caso da Nu Skin, LR Perfumes, Odorizzi, Netfood, Vitória e Inspiração.

2016 – Após 74 anos e devido a crise a Hermes encerra suas atividades no Brasil.

 

Ondas que movimentam o mercado

O texto abaixo foi copiado integralmente da fonte sem qualquer alteração pois o objetivo é reproduzir fielmente a perspectiva do autor.

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Marketing_multinível

A evolução do sistema de marketing multinível divide-se em ondas (períodos). Ou seja, cada onda possui características diferentes a que se refere ao modelo de sistema multinível e suas especificidades.

As ondas historicamente definidas são:

Primeira onda (1941 – 1979)
A primeira onda inicia-se logo após a criação do marketing multinível por Carl Rehnborg, quando o primeiro plano de comissões para diferentes níveis foi implantado em sua empresa naquela época.

Durante este mesmo período, algumas pessoas e empresas aproveitaram o desenvolvimento do sistema de marketing em rede e desenvolveram o esquema em pirâmide. Este tipo de esquema possui uma estratégia bem parecida com o marketing multinível.

Porém, a diferença essencial é que o multinível é uma ferramenta de negócios com o fim de comercializar produtos e/ou serviços, diferentemente do sistema em pirâmide, que recruta pessoas com o intuito de movimentar dinheiro somente.

O fim da primeira onda dá-se quando a Comissão Federal de Comércio, em 1979, define o marketing multinível como um negócio legítimo, ao contrário do esquema em pirâmide.

Segunda onda (1980 – 1989)
No início da década de 80, algumas centenas de empresas que utilizavam o sistema de marketing multinível explodiram nos Estados Unidos.

Grande parte delas nascia em garagens e fundos de quintais sem nenhuma estrutura básica de organização. A experiência frustrou muitos negociantes e distribuidores que aderiram ao sistema de marketing multinível.

Naquela época, os distribuidores acumulavam milhares de funções, além da necessidade de comprar cada vez mais produtos a fim de subir nos planos de carreira das empresas.

Essa quantidade de fatores negativos resultava em estoques parados, desgaste físico e emocional dos distribuidores e, no final das contas, pouca ou nenhuma margem de lucro.

Terceira onda (1990 – 1999)
A terceira onda é caracterizada pela presença de novas tecnologias e mão-de-obra especializada na administração desses tipos de negócios.

Neste cenário, executivos profissionais trabalhavam para reverter a imagem do marketing de rede e torná-lo menos árduo para os distribuidores.

As companhias apostavam em sistemas informatizados, novas tecnologias de comunicação e técnicas sofisticadas de administração, a fim de tornar o marketing multinível mais eficaz.

Outro fator de destaque é que as condições dos planos de compensação ficaram mais plausíveis. Ou seja, os distribuidores deixaram de ser pressionados a investir mais tempo e dinheiro do que dispunham para tocar o negócio.

Quarta onda (anos 2000)
Esta onda levou alguns especialistas a acreditarem que o marketing de rede cresceria ainda mais no século XXI, o que tem se confirmado.

Prova disso é que grandes empresas multinacionais têm investido em empresas de marketing multinível ou em programas próprios de marketing de rede em suas empresas.

Este impacto é resultado da imagem que o marketing multinível tem construído por meio das empresas que trabalham com o sistema e o aplicam com seriedade.

Quinta onda
Atualmente, assiste-se ao desenrolar da quinta onda, entendida como a associação dos conceitos de “marketing network” ou “marketing multinível – MMN” com a internet, sendo este o caminho mais eficiente para a criação de um bom “network”, afinal, conceitualmente, a “internet” nada mais é do que uma rede mundial de pessoas integradas por meio de um receptor da mesma (smartphones, tablets, computadores, desktops).

Além da ampliação da rede de contatos dos distribuidores, a internet agrega inovações ao processo de comunicação e relacionamento entre empresas, distribuidores e consumidores.

Novas empresas do ramo de MMN contam com esta tecnologia desde seu projeto inaugural, enquanto outras têm buscado a reengenharia como recurso para acompanhar o movimento da “nova onda”.

 

Conclusão

Não se pode negar a importância e força desse mercado que somente no ano de 2015 faturou cerca de U$ 183,7 bilhões de dólares com crescimento médio de 7,7% nos últimos 3 anos.

Desprezar esse modelo de negócio por puro preconceito ou medo, uma vez que existem tantas informações disponíveis online e através de entidades competentes, é no mínimo imaturidade.

Quem deseja iniciar um projeto através do Marketing Multinível (MMN) pode ter certeza que estará dentro de uma das maiores indústrias do mundo e a que mais gera riqueza para seus associados, empresas e distribuidores.

Caso tenha alguma dúvida por favor deixe seu comentário abaixo ou envie uma e-mail para ricardo@doutormultinivel.com.br ou mensagem para WhatsApp +55 19 99181-6856, estarei a sua inteira disposição.

Grande abraço e sucesso!

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *